abril 14, 2022

Tipos de Solo

O solo é superfície sólida da terra

Os Tipos de Solo variam em termos de textura e particularidades que possui. O solo é constituído em parte por finas partículas de rochas e minerais, que se agrupam de acordo com o tamanho, exemplo: areia, argila e silte.

O solo é muito importante para a região a qual está inserido, isso porque é a partir dele que se define uma série de fatores a respeito do lugar, como: se é forte em agricultura, qual o tipo de flora que possui, dentre outros importantes aspectos naturais.

Tipos de Solo

O solo é a faixa mais aparente da terra. Ele se forma a partir da decomposição de rochas diferentes que no decorrer do tempo e com as ações dos agentes externos (que agem no intemperismo) acabam se fragmentando e formando grãos de espessuras diversas, que acumulam na superfície do planeta terra se unindo à matéria orgânica e acabam criando os solos.
Fatores como característica e qualidade do solo dependem bastante dos aspectos e tipo de rocha em que ele se originou. Questões como o clima do local, a matéria orgânica existente e o tipo de vegetação exercem total influência no solo.
A qualidade do solo atinge de forma expressiva o desenvolvimento econômico da região. Ele é muito importante para o desenvolvimento humano e de vital importância para o progresso das tarefas humanas, exemplo disso, são as atividades agropecuárias.
Exemplo de solo humoso ou orgânico. (Foto: Pixabay)

Tipos

Os tipos de solo são classificados de acordo com as variáveis de cor, a textura, porosidade, quantidade de matéria orgânica.
Seguem exemplos dos tipos de solo:
•    Solo arenoso – tem consistência granulosa como a areia, é permeável à água. Comum na região nordeste do Brasil.
•   Solo argiloso – tem consistência fina e é impermeável à água. Comum em alguns estados da região sul e região sudeste do Brasil.
•   Solo árido – não possui água em sua composição. Comum em regiões de baixa ocorrência de chuva em comparação com a temperatura.
•   Solo calcário – formado por partículas de rochas, é seco e esquenta muito quando recebe a luz do sol. Comum em regiões de deserto.
•   Solo humoso ou orgânico – tem grande concentração de material orgânico em decomposição. É muito fértil, ideal para a agricultura.
•    Solo latossolo – é composto por argila e catins, além de conter alumínio e ferro.
•    Solo lixiviado – possui pouca ou nenhuma quantidade de nutrientes e sais minerais. Desprovido de nitrogênio e potássio.
•    Solo Siltoso – é composto por partículas de silte e isso facilita a erosão.
Exemplo de solo argiloso. (Foto: Pixabay)

Cores

Em relação às cores que os determinados tipos de solo possuem, podem ser agrupados em três diferentes tipos:
•    Terra clara – retrata a inexistência ou a precária existência de materiais orgânicos.
•    Terra vermelha ou amarela – retrata uma robusta existência de óxido de ferro.
•    Terra escura – retrata uma robusta existência de materiais orgânicos.

Categorias

Os tipos de solo podem ser agrupados em diferentes categorias, com diferentes características e dispostas a promover vários benefícios, e também algumas insuficiências.
As três principais categorias são:
•   Solo leve – o solo arenoso é considerado um solo leve porque possui uma alta proporção de areia, com poucos nutrientes vegetais de que precisam as plantas. Possuem ainda uma facilidade drenagem, não conseguem reter a água e por isso secam muito rápido.
•   Solo médio – esse solo é constituído por um composto de areia, argila, húmus e limo. É um solo fértil e apropriado para quase toda espécie de planta, pois possui os nutrientes essenciais e bastante água, por causa das bolsas de ar existentes entre as partículas que promovem a drenagem.
•   Solo pesado – esse solo possui uma grande concentração de argila, porque suas partículas se juntam e formam um tipo de terra grudenta e pesada, de difícil possibilidade para o manuseio. As partículas são finas e de fácil compactação, o solo é pesado porque possui muita água, é frio, úmido e geralmente muito fértil.
Exemplo de solo arenoso. (Foto: PxHere)

Classificação

O material em decomposição que surge a partir de uma rocha pode produzir solos de diferentes tipos e em regiões de diferentes climas. Sendo assim, os solos são classificados em:
•    Zonais – solos desenvolvidos e maduros, pode ser qualquer tipo de solo.
•    Interzonais – solos que se associam com o relevo da região a qual está inserido ou com a rocha-mãe.
•   Azonais – solos que não possuem as propriedades bem desenvolvidas e por serem novos não têm associação com o clima da região.

Solos do Brasil

O Brasil possui uma imensa extensão territorial e por causa disso apresenta vários tipos de solo que se apresentam de acordo com cada paisagem específica. De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Brasil tem treze tipos de solo, descritos abaixo:
•    Argissolos
•    Cambissolos
•    Chernossolos
•    Espodossolos
•    Gleissolos
•    Latossolos
•    Luvissolos
•    Neossolos
•    Nitossolos
•    Organossolos
•    Planossolos
•    Plintossolos
•    Vertissolos
Exemplo de solo calcário. (Foto: PxHere) 
Fonte: https://www.educamaisbrasil.com.br/enem/geografia/tipos-de-solos

Leave A Comment